Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Fundação Estadual do Meio Ambiente - FEAM

Plano de Energia e Mudanças Climáticas

PDFImprimirE-mail

As mudanças climáticas provocadas pelo crescente aumento das emissões de gases de efeito estufa (GEE) já são uma realidade e seus impactos e custos estão cada vez mais condicionados ao nível de adaptação local, bem como ao grau de transição para a economia de baixo carbono dos territórios1.


Para o estado de Minas Gerais, além dos danos e prejuízos decorrentes dos eventos climáticos extremos já sentidos (cerca de 12,8 bilhões de reais contabilizados, desde 2008, por episódios de seca e fortes chuvas)2, os aumentos médios de temperatura esperados se situariam entre 2°C e 4°C até 2100, variando conforme a região e a estação do ano.


Estima-se, de forma conservadora, que se nada for feito, os custos dos impactos decorrentes das mudanças climáticas, para a economia estadual podem alcançar nas próximas décadas (2050), cerca de R$ 450 bilhões (sem considerar os impactos de eventos extremos)1.


Diante da magnitute dessas ameaças, o Estado adota como resposta o Plano de Energia e Mudanças Climáticas de Minas Gerais (PEMC)3, política transversal de médio-longo prazo (2020-2030), construída por meio de um processo participativo4, com objetivo de promover a transição para a economia de baixo carbono, reduzir a vulnerabilidade às mudanças climáticas no território mineiro e articular com coerência as diferentes iniciativas já desenvolvidas e planejadas, dentro de uma estratégia territorial integrada.

 

 

pemc2

Clique na imagem para acessar o Sumário Executivo.

 

Em função da transversalidade inerente ao tema, o PEMC contempla estratégias, diretrizes e ações específicas de mitigação considerando os setores Energia; Agricultura, Florestas e outros Usos do Solo (AFOLU); Transportes; Indústria e Resíduos. Adicionalmente, é estabelecida uma Estratégia de Adaptação Regional para lidar com os impactos das mudanças climáticas considerando ações locais e instrumentos transversais que garantam uma coordenação institucional e governança adequadas para reduzir a vulnerabilidade às mudanças climáticas no território mineiro.


Para ter acesso aos estudos desenvolvidos e obter mais informações acesse: http://pemc.meioambiente.mg.gov.br/pt/

 

1- Fundação Estadual do Meio Ambiente. Avaliação de impactos de mudanças climáticas sobre a economia mineira: relatório resumo. Belo Horizonte: FEAM, 2011.
2- Plano de Emergência Pluviométrica 2014/2015 e Plano de Convivência com a Seca /2014 – Defesa Civil, Gabinete Militar do Governador do Estado de Minas Gerais.
3- Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado 2011-2030.
4-  Plano de Energia e Mudanças Climáticas de Minas Gerais: Diretrizes para o processo participativo.

FEAM|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades